Coliseu | O que fazer em Roma | Parte 2
destinos,  EUROPA,  Itália

Roteiro em Roma | Parte 2

Uma cidade mergulhada em história, cultura, deliciosa gastronomia e uma energia contagiante

Roma é daquelas cidades que parece que você está em um filme, sabe? Cantinhos fofos por toda a parte, ruelas cheias de árvores e plantas, roupas penduradas na janela, vários cafés com comidinhas deliciosas e de fundo sempre algum artista encantando a população e os turistas com a sua música. Neste artigo você confere a segunda parte de um roteiro de 6 dias pela capital italiana.

Para finalizar e completar o artigo O que fazer em Roma | Parte 1, daremos continuidade com os 3 dias restantes deste roteiro. Como mencionado anteriormente, Roma tem, além de todos os monumentos históricos, muitas coisas legais para fazer. Portanto, considero 4 dias o mínimo de tempo para conhecer a capital italiana. E se você quiser conhecer também o Vaticano, te recomendo incluir o quinto dia no seu roteiro.

Coliseu | O que fazer em Roma
Coliseu | Roma

Eu fiquei 5 dias e meio e confesso que ficaria pelo menos mais 2 dias para poder desbravar bairros menos turísticos e menos conhecidos. Além também de poder curtir e andar sem rumo e sem aquela “obrigação” de ver algum monumento específico.


O que fazer em Roma

No artigo anterior, que você confere aqui, escrevi sobre os 3 primeiros dias do roteiro, contemplando o Bairro Trastevere, Treatro Marcello, Monumento a Victorio Emanuelle, centro histórico a pé e um dia no Vaticano. Por isso, dou continuidade aos dias 4, 5 e 6 a seguir.

Confira aqui a Parte 1 do roteiro de 6 dias em Roma.

Abaixo um mapa com tudo o que visitamos, localização do nosso Airbnb e também os restaurantes, bares e cafés que fomos e cito no artigo.

Dia 4

Finalmente chegou o dia de conhecer o Coliseu! Acordamos cedo e fomos correndo para a entrada, que é uma das Sete Maravilhas do Mundo Moderno e que em 2018 foi a atração turística mais visitada do mundo! Sim, isso mesmo que você leu, superou até mesmo a Torre Eiffel!

Antes de mais nada, vale lembrar que entramos no Coliseu com o Roma Pass, que adquirimos ainda no Brasil e retiramos no ponto de atendimento que eles tem na Estação Termini, em Roma.

Com o Roma Pass você pode escolher o passe de 48h (EUR 28,00) ou 72h (EUR 38,50). No de 48h você tem direito a gratuidade no primeiro atrativo que você entrar, já no de 72h horas, você tem direito a gratuidade em 2 deles. A lista é grane e dependendo do que você for visitar eu acredito que vale a pena, porque além das gratuidades, você tem direito a desconto nas outras entradas e te da acesso ilimitado ao transporte da cidade durante essas 48 ou 72 horas. Optamos pelo de 72h pois era o que fazer mais sentido para o nosso roteiro.

Coliseu

Chegando no Coliseu fomos direto para fila de entrada. São várias filas, portanto procure a fila que condiz com a sua entrada. Nós, por exemplo, buscamos a fila de quem havia adquirido o Roma Pass.

Ah, vale ressaltar também, que tanto o Roma Pass quanto o ingresso avulso do Coliseu tem validade também para o Fórum Romano e ambos te dão direito a entrar nos locais por 48h.

Coliseu | O que fazer em Roma
Coliseu

Feita a conferência do ingresso e a revista em nossa mochila, fomos direto para o andar mais alto que temos acesso. Logo que passamos pelos arcos e demos de cara com aquele lugar imenso, ficamos encantados. É imenso em todos os sentidos. No tamanho, na grandeza, na beleza, na arquitetura e na quantidade de história que este local abriga. Gente, que baque que é ver o Coliseu de perto!

Um pouco de sua história

Contextualizando um pouco portanto, o Coliseu começou a ser construído por volta de 71 d.C. durante o reinado do Imperador Vespasiano e foi inaugurado pelo Imperador Tito no ano de 80. Construído com tijolos e revestido de mármore, ele se tornou o maior anfiteatro romano, com 118m de comprimento, 156m de largura e 57m de altura!

Coliseu | Roma
Parte interna do Coliseu

Ele foi dividido em 5 níveis, com capacidade para mais de 50.000 pessoas, que se colocavam nos lugares de acordo com a sua classe social. Quanto mais alta era sua posição social, mais perto da arena você ficava.

Já no século XVX algumas remodelações foram feitas. E mesmo que tenha sofrido ataques durante a Segunda Guerra Mundial, o Coliseu sobreviveu às guerras e ao tempo, tornando-se então este imponente monumento do Império Romano.

O local é realmente impressionante, principalmente se você for igual a mim, que ama história. E não entende como tanto tempo atrás eles conseguiam colocar de pé construções tão imponentes.

A chuva em Roma…

Já tínhamos passeado por tudo e estávamos então só observando a magnitude daquele monumento quando de repente começa uma ventania absurda, junto de muita chuva! Dois dias depois descobrimos que foi uma tragédia e tanto. Alagou Veneza, matou algumas pessoas e deixou rastro de destruição em alguns lugares da Itália.

Bairro Monti

O Coliseu então fechou e aproveitamos para almoçar num restaurante que já havíamos programado anteriormente chamado La Carbonara. E claro, aproveitamos para experimentar o carro chefe deles, o Spaghetti a la carbonara. Não costumo comer carne, mas em algumas ocasiões específicas acabo abrindo mão. E desta vez não me arrependi, porque era simplesmente divino!

Ruas do Bairo Monti | O que fazer em Roma
Bairro Monti | Roma

Passeamos também um pouquinho pelo bairro, que é um bairro super cool. Cheio de lojinhas, cafés e restaurantes. Muitas ruelinhas fofas, brechós. É um bairro bem jovem e foi neste bairro que Woody Allen tirou inspiração e gravou algumas cenas do filme “Para Roma com Amor”.

Além disso, é neste bairro vizinho do Coliseu, que está a escultura Moisés, de Michelangelo. E é dentro da Basíllica de São Pedro Acorrentado, que tem entrada gratuita e é linda por dentro que está esta bela obra de arte. Vale a pena a entrada, pois assim como Davi, ela é impressionante!

A chuva e ventos seguem

Voltamos para o Coliseu, pois o Fórum Romano, que seria nossa próxima parada. E notícia ruim: assim como o Coliseu, o Fórum Romano seguia fechado! Tentamos então ir para o Castelo Sant’Angelo e demos de cara na porta também fechada! Ficamos super chateados, afinal “perderíamos” metade de um dia em Roma…

Fomos então andando pelo centro histórico e resolvemos parar para um café, porque nada melhor que um café enquanto a chuva cai lá fora não é mesmo? No fim acabou sendo ótimo, encontramos um café delicioso que provavelmente não teríamos conhecido, o Monteforte Pane e Vino. Devido a chuva, as ruas estavam vazias e pudemos apreciar a beleza das construções e o melhor de tudo, pudemos descansar um pouquinho da correria que Roma nos trouxe.

O dia ia chegando ao fim e resolvemos por pegar uma comidinha para jantar em casa mesmo. Logo ao lado do café que estávamos tinha o Supplizio, um pequeno espaço que vende comida de rua. Um típico bolinho de risoto frito. Uma delícia, por sinal! A chuva seguia e descansar era a melhor coisa a se fazer.


Dia 5

Considerando a tempestade do dia anterior acordamos aflitos e torcendo para que o dia estivesse bom. O dia não estava totalmente firme, mas o sol estava querendo aparecer. Portanto nos arrumamos e fomos correndo para o Castelo de Sant’Angelo.

Castelo de Sant’Angelo

Como tínhamos o Roma Passa e ainda não havíamos entrado em nenhum outro monumento que ele contemplava, a entrada ao Castelo de Sant’Angelo foi nossa segunda entrada gratuita. E te conto que valeu a pena! Não só o Castelo e sua história são incríveis quanto o vista da cidade de Roma vista do topo do castelo é linda!

O Castelo de Sant’Angelo é super receptivo a turistas, o que eu adorei! Logo depois de passar pelo controle de ingressos tem um toten te mostrando como fazer o download do aplicativo do castelo onde através desse aplicativo você pode ter uma visita guiada. Achei incrível pois o app é super interativo e intuitivo, separando os espaços e cômodos por números e você pode ler ou ouvir e até mesmo se não tiver interesse, passar para o próximo ponto.

Um pouco sobre a história do Castelo de Sant’Angelo

Pois bem, como não sabíamos muito sobre o castelo, o app foi uma mão na roda! O Castelo de Sant’Angelo, também conhecido como Mausoléu de Adriano. O edifício começou a ser construído durante o império de Adriano, em de 135 d.C., com a intenção de ter o castelo como um mausoléu para ele e sua família. A construção foi finalizada em 139 e logo em seguida se tornou uma construção militar.

Castelo Sant'Agenlo | Roma
Castelo Sant’Angelo | Roma

Em 590 a cidade estava sob uma forte epidemia da peste e o então Papa Gregorio I teve uma visão do Arcanjo São Miguel anunciando o fim da epidemia. Por conta disso, no topo do castelo tem uma grande estátua do arcanjo.

Pela sua localização próxima ao Vaticano, em 1277 foi construído um túnel que ligava o castelo a cidade do Vaticano para que o Papa pudesse escapar caso estivesse em perigo.

Atualmente o castelo é um museu com artefatos do Império Romano e também alguns cômodos utilizados pelos Papas. Além do mais, no último andar o edifício tem uma vista linda de Roma e do Vaticano e rendem belas fotos!

Fórum Romano

Por sorte, logo depois de sairmos do castelo o tempo melhorou um pouco e fomos direto para o Fórum Romano. Gostamos tanto do bolinho de risoto do Supplizio que acabamos parando ali para ter um almoço rápido. Afinal a lanchonete era relativamente próxima ao castelo. E dali pegamos um ônibus que nos deixou super próximos ao Fórum Romano.

Arco de Tito | Roma
Arco di Tito | Logo na entrada do Fórum Romano

Chegando lá a fila estava bem grandinha, acredito que acumulou um pouco por conta da tempestade do dia anterior. Mas até que andou rápido. Por sorte, neste momento o tempo já tinha melhorado e o sol havia aparecido!

Andamos pelas ruínas do Império Romano e de fato não pude pensar em nada além de que aquelas construções eram incríveis e é muito doido saber que estão lá há tantos anos.

Fórum Romano | Roma
Fórum Romano

O complexo é enorme e são muitas as construções. Este local era o centro comercial da Roma Imperial, e durante muitos séculos foi o centro da vida romana. Por ali ocorreram importantes discursos, cerimônias, eleições, confronto entre gladiadores e muito mais.

Infelizmente não pudemos subir ao Monte Palatino, porque o país ainda estava sob alerta de tempestade e poderia ter uma forte ventania a qualquer momento. Portanto, por questões de segurança, esta parte estava fechada.

Via dei Fori Imperiali

Logo depois de sair do Fórum Romano, já estava no fim da tarde e queríamos aproveitar para jantar no La Carbonara novamente. Por isso ficamos caminhando pela Via dei Fori Imperiali. Esta rua é incrível. Liga o Coliseu a Piazza Venezia e vai beirando todo o Fórum Romano, além de outras ruínas do Império Romano.

Além do mais, o clima desta rua é delicioso. É bastante turística, mas, assim como no centro histórico, tem sempre algum músico mostrando sua arte. Além de ter muito movimento também dos locais indo e voltando de seus trabalhos.

Assim que escureceu fomos indo em direção ao restaurante La Carbonara, que ainda estava fechado, porém fomos em um lugar incrível! Que infelizmente não lembro o nome. A localização era em frente ao restaurante La Carbonara. Uma escola de artes que a noite, para ajudar na renda e manutenção da escola, serve vinho e alguns petiscos a preços ótimos! Eles mantém um livro com todas as visitas e as donas do espaço eram uns amores. Super receptivas e amigáveis. Eu AMEI esse lugar!

Escola de artes no bairro Monti, a noite serve vinho e petiscos. Clima muito agradável!

No fim, descobrimos que o La Carbonara, a noite, só era possível jantar com reserva. Acabamos jantando em um restaurante argentino que ficava em frente, I Monticiani. Logo então fomos para casa descansar.


Dia 6 – Último dia em Roma

Era nosso último dia em Roma e queríamos uma boa foto na Fontana di Trevi e no Pantheon, que durante o dia e noite ficam super cheios. Portanto decidimos acordar super cedo para poder pegar estes dois lugares vazios. Chegamos na Fontana di Trevi as 08h e foi uma ótima decisão. Não só a luz desse horário estava ótima, como também o local estava vazio. E foi nessa hora também que vimos a limpeza da fonte. Todos os dias, pela manhã, são retiradas as inúmeras moedas que os turistas jogam nela. rs

Fontana di Trevi | Roma
Fontana di Trevi vazia as da manhã

Seguimos então a pé para o Pantheon, que também estava super vazio! Um é super próximo do outro, bem tranquilo de chegar. Foi ótimo.

Logo depois voltamos para nosso apartamento para buscar nossas malas, que já estavam prontas e as levamos até o locker da estação de trem. Nosso trem para Cinque Terre era por volta das 17h e queríamos aproveitar mais um pouquinho nosso último dia em Roma.

Confira aqui nosso roteiro de 2 dias por Cinque Terre e arredores.

Um encontro

A tempestade nos dias anteriores atrapalhou um pouquinho nossos planos, entretanto também nos deu um presente. Como resultado da tempestade, uma amigona nossa que estava visitando a família na Alemanha acabou tendo seu voo de volta para o Brasil – que saia de Roma – cancelado.

Portanto quando fomos deixar a mala no locker, encontramos com ela na estação de trem. Ela havia se hospedado em um hotel próximo ao aeroporto de Roma e pegou um trem até o centro da cidade.

Encontro com nossa amiga Júlia, no último dia em Roma.

Por fim acabamos dando umas voltas pelo centro histórico e também pelos arredores do Coliseu. Fomos almoçar no La Carbonara, e também aproveitamos para tomar um gelato, claro!

Foi uma ótima maneira de terminar nosso roteiro em Roma. Mas confesso que por pouco não perdemos nosso trem. A sorte é que os italianos não são lá tão pontuais. rs

Aqui você pode conferir nosso roteiro completo de 26 dias pela Itália.


O que achou desses nossos 6 dias em Roma?

Incrível, né? Não só é uma cidade linda como também é uma joia para a história da humanidade. Repleta de monumentos históricos e toda a questão da Igreja Católica que moldaram e ainda moldam muito da cultura ocidental.

O que você achou do nosso roteiro? Me conta quais suas impressões e vamos bater um papo. Da mesma forma, se você já foi a Roma, conta pra mim um pouco da sua experiência. Vou adorar trocar informações de histórias com vocês.

Por fim, se você está com viagem marcada ou pretende planejar uma viagem, você veio ao lugar certo! Nós oferecemos serviço de consultoria em viagem, com Roteiros Personalizados. Entre em contato conosco aqui, nos conte um pouco sobre os seus planos, seus gostos e vontades que montaremos um roteiro perfeito para você!

Beijos,
Hayuni.

Planejando sua viagem

Somos parceiros de várias empresas e por isso abaixo vou deixar o link delas para que você possa planejar sua viagem. Se você utilizar o nosso link, você não pagará nada a mais por isso, porém estará contribuindo com o blog. Estas empresas nos dão uma comissão a cada reserva e portanto isso nos ajuda a manter o blog! 🙂

  • Em busca de hospedagem para sua viagem? Clica aqui no Booking.com para encontrar um lugar perfeito para se hospedar.
    Está buscando passagens com preços acessíveis? Aqui na Max Milhas, nosso parceiro, você pode encontrar a melhor oportunidade!
    Vai fazer uma RoadTrip? Corre lá no RentCars e reserve já seu carro!
    Seguro viagem é imprescindível em qualquer viagem e a SegurosPromo tem as melhores opções.
    Para você chegar no seu destino já com internet, adquira seu chip do nosso parceiro EasySIM4U aqui.
    Em busca de passeios? Aqui você pode ver os melhores passeios no mundo todo com a GetYourGuide.

Anúncios

curiosa. inquieta. sonhadora. feminista. libriana com ascendente em gêmeos, se isso te diz alguma coisa. louca por viagem, novas culturas, gastronomia. tenho um enorme desejo em mudar o mundo.

4 Comentários

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Slow Travel World
%d blogueiros gostam disto: